Skip to main content

Sarau Kino Poiesis SKP

SARAU KINO POÍESIS_SKP#

 

SARAU KINO POÍESIS_SKP# é uma série de encontros cinematográficos, literários e criativos, programada e produzida por Ilda Teresa Castro, onde concretiza uma articulação entre objetivos programáticos do Arquivo Municipal de Lisboa — Videoteca, na valorização do seu espólio, equipamentos e valências, e as preocupações e necessidades da comunidade artística e cultural lisboeta, expressas em proposta de Ana Ferrão, Ondina Pires, Anabela Mayor, Alexandre Gonçalves e Xana, no Dia Internacional do Audiovisual 2023, no seguimento do ciclo de visionamentos comentados Topografias Imaginárias — Do Punk ao Near Silence I.

SARAU KINO POÍESIS_SKP# é um Espaço/Tempo de encontro de Artes e Artistas, constituído por 3 Laboratórios: o Kino Lab, o Kino Book e o Poíesis Kreative Lab.

O Kino Lab é um Laboratório Fílmico com visionamento comentado que integra filmes em preparação ou em fase de pós-produção, ou ainda filmes que se encontram em percurso de festivais. Destaca obras da produção audiovisual recente, obras relacionadas com a cidade de Lisboa e obras sui generis relacionadas com a temática de cada sessão.

O Kino Book é um Laboratório Literário que apresenta livros que integrem ou passem a integrar a biblioteca da Videoteca. É dado destaque a obras recentes e a obras relacionadas com o tema de cada sessão, e a apresentação é da responsabilidade da autora ou do autor, ou de especialistas nos temas.

O Poíesis Kreative Lab é um Laboratório Criativo, um Espaço/Tempo dedicado a experimentação livre na Palavra, na Criação Visual e Audiovisual, na Criação Sonora e na Performance.

Neste estádio de Work in Progress as atividades podem acontecer em simultâneo, ou apresentarem-se em separado. Cabe a quem participa decidir os trâmites de apresentação das suas obras. Cada sessão tem uma temática específica e solicita alguns requisitos comuns.

As participações são limitadas ao número de lugares disponíveis.

SARAU KINO POÍESIS_SKP#  tem por Missão ir ao encontro das atuais necessidades de encontro, e de experimentação e criação conjunta, da comunidade artística lisboeta, contribuindo — com espaço, condições técnicas e recursos —, para o desenvolvimento do trabalho criativo da própria comunidade cultural na cidade de Lisboa, num momento chave em que a hipertecnologia por um lado, e a gentrificação por outro, dificultam de modo imperativo estes processos de reflexão e de construção de imaginários, imprescindíveis para a cultura da nossa cidade e país.

Tem três objetivos principais: a) dinamizar o espaço audiovisual da Videoteca do Arquivo Municipal de Lisboa; b) divulgar a produção audiovisual recente e a produção audiovisual recente relacionada com a cidade de Lisboa; c) divulgar, dinamizar e enriquecer a Biblioteca da Videoteca do Arquivo Municipal de Lisboa.

Estes três objetivos principais, confluem num quarto objetivo, concretizando os propósitos da Missão acima descrita, o da criação artística e autoral ao vivo, em tempo real, na Palavra, na Criação Audiovisual e Visual, na Criação Sonora e na Performance.

KINO — relativo ao cinema ou cinema sofisticado.

LABORATÓRIO — espaço de experimentação e pesquisa.

POÍESIS — ideia de criar ou fazer que advém do grego poiein, por criar, com sufixo -sis referente a ação. Desde Aristóteles, refere o impulso do espírito humano para criar algo a partir da imaginação e dos sentimentos.

SARAU — evento onde as pessoas se encontram para se expressar artisticamente.

WORK IN PROGRESS — projecto em desenvolvimento.