Skip to main content

Inventários e Catálogos

Inventários

  • Inventário da secção Provimento da Saúde2 MB

    Inventário editado em 2022. Refere-se à secção do 'Provimento da Saúde', relativa ao fundo 'Câmara Municipal de Lisboa', e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental até ao nível das séries. Tem como objetivo divulgar as fontes existentes no Arquivo Municipal de Lisboa sobre as diversas instituições e temáticas relacionadas com a saúde pública. A documentação abarca um período muito alargado, desde o século XV até finais do século XIX, mais especificamente de 1459 a 1880.

  • Inventário do fundo Convento de São Francisco de Xabregas4 MB

    O presente inventário refere-se ao fundo Convento de São Francisco de Xabregas e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis intermédios (séries), tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade com competências e responsabilidades na administração religiosa. O fundo Convento de São Francisco de Xabregas é composto por documentação relativa à gestão financeira (registo de despesa e receita) e religiosa (obrigações religiosas) do convento.

  • Inventário do fundo Igreja da Colegiada de Santa Cruz do Castelo3 MB

    Inventário referente ao fundo Igreja da Colegiada de Santa Cruz do Castelo e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis intermédios (séries), tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade com competências e responsabilidades na administração religiosa. O fundo Igreja da Colegiada de Santa Cruz do Castelo é composto por documentação relativa à gestão religiosa (registo de aniversários) da igreja.

  • Inventário do fundo Mosteiro de Santa Maria de Belém2 MB

    O presente inventário refere-se ao fundo Mosteiro de Santa Maria de Belém e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis intermédios (séries), tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade com competências e responsabilidades na administração religiosa e cemiterial de Belém. O fundo Mosteiro de Santa Maria de Belém é composto por documentação relativa à gestão cemiterial (registo de sepulturas dos seculares) e financeira (registo de despesa e receita) do mosteiro.

  • Inventário do fundo Junta de Paróquia de Santa Maria de Belém4 MB

    O presente inventário refere-se ao fundo Junta de Paróquia de Santa Maria de Belém e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis intermédios (séries), tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade. O trabalho desenvolvido para este fundo é fundamental para a caraterização da Junta de Paróquia de Santa Maria de Belém, nomeadamente, o seu contexto político e sociodemográfico, bem como para o conhecimento da sua estrutura de organização e funcionamento. É constituído, designadamente, por documentos relativos à atividade da Secretaria (atas, registos de correspondência e de ofícios, recenseamento de residentes e de crianças) e da Tesouraria (registos de caixa, contas de receita e de despesa, registos de orçamento, administração de bens).

  • Inventário do fundo Junta de Freguesia de Santa Maria de Belém1 MB

    O presente inventário refere-se ao fundo Junta de Freguesia de Santa Maria de Belém e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis intermédios (séries), tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade com competências e responsabilidades na administração pública local e na gestão territorial de Belém. O fundo Junta de Freguesia de Santa Maria de Belém é composto por documentação relativa à constituição, organização e regulamentação (registo de atas) da entidade, bem como à sua gestão administrativa (registo de correspondência recebida e expedida) e financeira (registo de receita e despesa).

  • Inventário do fundo Lusitano Clube5 MB

    O presente inventário refere-se ao fundo Lusitano Clube e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis intermédios (séries), tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade dedicada a atividades de âmbito instrutivo, recreativo, cultural e desportivo. O fundo Lusitano Clube é composto por documentação referente a diversos aspetos da sua história, desde a constituição, regulamentação e evolução da entidade, a gestão administrativa e institucional, patrimonial e financeira, assim como a gestão de sócios, a organização de eventos e atividades, entre outras áreas de atuação e funcionamento do clube ao longo da sua existência. A documentação do fundo Lusitano Clube reflete, ainda, a intervenção e o dinamismo de clubes e associações locais, na cidade de Lisboa, e a importância do seu papel no desenvolvimento da sociedade lisboeta durante o século XX.

  • Inventário do fundo Parque Expo 98, SA7 MB

    O presente inventário refere-se ao fundo Parque Expo 98, SA e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental até ao nível das séries, tendo como objetivo divulgar o acervo relativo a esta entidade, à guarda do Arquivo Municipal de Lisboa, numa altura em que se comemoram os 25 anos da Exposição Internacional de Lisboa de 1998. Este evento causou um enorme impacto a nível local e nacional que, para além da projeção turística e do desenvolvimento urbanístico que ocorreu na parte oriental da cidade de Lisboa, nomeadamente na zona do atual Parque das Nações, originou também a reconfiguração administrativa e geográfica desse território. A nível nacional, o projeto urbano inserido no âmbito da Expo 98 resultou, posteriormente, no desenvolvimento do Programa Polis, um instrumento de apoio financeiro a programas de revitalização urbanística, financiado pela União Europeia e gerido pelo Governo de Portugal, que se estendeu por todo o país. Assim, a documentação do fundo Parque Expo 98, SA revela-se importante para a compreensão do período anterior e durante a Exposição Universal de Lisboa, referente ao processo de candidatura, preparação e operacionalização do certame, bem como de todo o período posterior e consequente, com a renovação urbanística da área envolvente, no designado Parque das Nações, gerida pela Geurbana, SA. Por outro lado, a documentação permite ainda estudar os efeitos mais amplos e abrangentes deste evento, a nível nacional, com o desenvolvimento e implementação do Programa Polis, ao longo dos anos seguintes.

Catálogos

  • Catálogo do fundo Cassiano Branco1 MB

    O presente catálogo refere-se ao fundo 'Cassiano Branco' e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis específicos (documentos). O fundo Cassiano Branco é constituído por um conjunto diversificado de estudos e projetos arquitetónicos, documentação particular e coleções, que documentam o percurso pessoal e profissional do arquiteto, permitindo melhor conhecer a sua obra. Encontra-se digitalizado e disponível online.

  • Catálogo do fundo Francisco Keil do Amaral2 MB

    O presente catálogo refere-se ao fundo 'Francisco Keil do Amaral' e compreende os registos descritivos normalizados deste conjunto documental, desde o nível geral (fundo) até aos níveis específicos (documentos). Acervo constituído por vários milhares de documentos, distribuídos por mais de duzentos projetos e por documentação particular, à nossa guarda, e que testemunham o percurso pessoal e profissional deste arquiteto.

Catalogos Temáticos

Catálogos de fontes documentais

  • Das Invasões Francesas à Monarquia Constitucional93 MB

    Catálogo de fontes documentais publicado em 2021, em virtude das celebrações dos 200 anos da Revolução Liberal. Reúne informação da 'Chancelaria Régia' e da 'Chancelaria da Cidade', recolhida com o objetivo de divulgar documentos de atos administrativos produzidos ao longo do século XIX, no âmbito das competências da Câmara de Lisboa e que, não obstante as circunstâncias políticas e institucionais que os moldaram, espelham formas de atuação e procedimentos em matéria de gestão municipal.