Skip to main content

Detalhe

Programação das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril

50 anos a celebrar a democracia em Portugal

A transição entre a ditadura e a democracia em Portugal, e em particular na cidade de Lisboa, após a Revolução de Abril em 1974, foi marcada por transformações que se refletiram em áreas muito diversificadas, desde a  organização municipal, às realidades sociais ou às manifestações culturais, entre outras.

Muitas destas transformações são reveladas por documentos à guarda do Arquivo Municipal de Lisboa, testemunhos desta época, que possibilitam o seu estudo e consequente compreensão.
Partindo de documentação diversa, assinalamos os 50 Anos do 25 de Abril com a organização de um conjunto de iniciativas que a trazem agora a público.

Começamos em janeiro com o ciclo de cinema e conversas "MFA - Mostra de Filmes em Alcântara, Dá mais filmes à Liberdade!", e com a edição, em modo de publicação contínua, de um número especial da revista científica Cadernos do Arquivo Municipal .

Em abril inauguramos a exposição "Manifestações de Liberdade", uma mostra que pretende dar a conhecer as manifestações culturais decorridas no pós 25 de Abril, entre 1974 e 1977, registadas em diversas coleções de fotografia e vídeo do Arquivo Municipal de Lisboa, a instalação "ORDEM às PALAVRAS de ORDEM" a partir de uma instalação e de uma publicação, evocam-se as ideias de participação e de liberdade de expressão, usando palavras e slogans que fazem parte da herança da Revolução de Abril, remetendo para a dicotomia entre poder e fragilidade da(s) palavra(s) e a sua relevância em momentos de rutura, bem como para o seu significado/importância na atualidade cultural, política e social e uma "Mostra videográfica sobre a Revolução de Abril", projeção de filmes à guarda do Arquivo Municipal de Lisboa sobre a Revolução de Abril, que se mantêm até junho no Arquivo Fotográfico.

Disponível online nos canais institucionais, em maio e junho, a atividade educativa "O 25 de Abril é das pessoas", em colaboração com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, recupera testemunhos contemporâneos trazendo a público uma visão pessoal sobre a vida em Lisboa após a Revolução de 25 de Abril de 1974.
Ainda no mês de maio, apresentação no Arquivo Fotográfico da edição especial impressa da revista científica Cadernos do Arquivo Municipal "Um tempo após um contratempo: reverberações persistentes da Revolução dos Cravos", que assinala os 50 anos do 25 de Abril, por Paula Godinho e Ricardo Andrade.

Em junho, apresentação da publicação “50 Anos 25 de Abril | Memórias em Arquivo: O Processo de Democratização da Câmara Municipal de Lisboa” e conversa sobre o tema, nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa.

Durante todo o ano de 2024 a Videoteca está ainda a promover uma campanha de recolha de filmes amadores sobre o 25 de Abril de 1974, sendo a contrapartida a entrega da cópia digital e a devolução dos originais.