Skip to main content

Atividades e Difusão

Atividades e Difusão

Tendo como objectivo a promoção, divulgação e disseminação da informação e da documentação à nossa guarda, o Arquivo Municipal de Lisboa dispõe de um serviço educativo que promove e dinamiza ações educativas adaptadas a diferentes públicos.
As atividades podem ser realizadas nas instalações do Arquivo ou 'fora de portas'.

Para além de uma oferta educativa específica, são promovidas diversas iniciativas que colaboram na divulgação do trabalho de investigação e tratamento documental realizado e que podem assumir o formato de exposição, visita guiada, conferência, encontro, edição, documentário, entre outros.

Mensalmente damos destaque a um documento do acervo, facultando pistas que ajudam a conhecer a diversidade da documentação à nossa guarda.

Vários e de diferentes naturezas são os projetos a decorrer que contribuem de forma decisiva para explorar temáticas e documentação que concorrem para a salvaguarda e valorização do património arquivístivo municipal e para a preservação da 'memória viva da cidade'.
São exemplos marcantes a 'Traça - Mostra de Filmes de Arquivos Familiares' e a revista científica digital 'Cadernos do Arquivo Municipal'.

Atividades para as escolas

Oferta educativa disponível
Pesquisável por nível de ensino ou por área temática

Público em geral

Acesso à agenda de eventos
Pesquisável por área temática, público-alvo ou data

Documento do mês

Arquivo Fotográfico, 80 anos

Em 2022 celebram-se os oitenta anos de criação do Arquivo Fotográfico.
Ilustramos este documento do mês com uma fotografia que faz parte do Fundo Antigo, o conjunto de imagens que melhor ilustra a constituição de um acervo fotográfico municipal como conjunto documental de registo da cidade e de trabalho interno na transição do século XIX para o século XX.

O registo consistente dos processos construtivos das instalações municipais (mercados, parques e jardins), dos serviços (iluminação, ruas, pavimento de passeios, escolas, higiene, entre outros), dos atos solenes (exposições, concertos, etc.) e do património construído, foi uma prioridade, não só para a prossecução das atividades dos serviços camarários, como começou a ser do interesse dos munícipes, para fins de pesquisa ou mero usufruto enquanto entendimento da cidade.

Neste enquadramento é também pertinente referir o encadeamento temporal das deliberações municipais que permitiram criar uma estrutura interna vocacionada para a promoção da Cultura e do espólio camarário, incluindo o acervo fotográfico.

Ler documento completo